28 de dezembro de 2007

Alma Abatida


Foi durante um período de depressão que o salmista formulou esta pergunta para si mesmo: "Por que estás abatida, ó minha alma, e por que te perturbas dentro de mim?" (Sl 43.5). Uma profunda tristeza havia tomado conta do rei de coração de chumbo e de alma de aço. Davi sentia uma sensação de vazio e de derrota. E não é verdade que muitas vezes nós também nos encontramos na mesma situação?

É compreensível que não podemos estar inteiramente alegres o tempo todo. Afinal, nem todos os dias são dias de sol. O céu fica escuro muitas vezes. O que não é compreensível é estarmos deprimidos todo o tempo. Vivemos dias difíceis. Dificuldades financeiras nos alcançam, as enfermidades abalam a nossa estrutura emocional, a insegurança da cidade nos inquieta, problemas familiares geram tristeza, enfim, todos nós enfrentamos muitos problemas. Mas o que não podemos permitir é que eles tirem a paz e a alegria do nosso coração.

Precisamos lutar contra o desânimo. Não podemos jogar toalha nem entregar os pontos. Alguma coisa dentro de nós diz que a vida é para ser vivida com garra, com coragem, com confiança. Por que estar triste quando se pode estar alegre? Por que se deixar abater quando temos um Deus que tudo pode? Por que decretar a derrota, se a Bíblia diz que "somos mais que vencedores, por aquele que nos amou?" (Rm 8.37).

O salmista considerou o seu estado de abatimento uma coisa tão séria que repetiu a mesma pergunta duas vezes. E, nesse esforço de reflexão, inspirado por Deus, ele descobre uma resposta para a sua pergunta: seus olhos não estavam na direção de Deus. Sua esperança não estava firmada na Rocha. Chegando a esta conclusão, ele encontrou a solução para o seu problema: "Espera em Deus" (Sl 43.5).

Acima das circunstâncias adversas, está um Deus que pode todas as coisas. O segredo do sucesso está em confiar e esperar nele.


Oliveira de Araújo

Nenhum comentário:

Usamos empresas de publicidade de terceiros para veicular anúncios durante a sua visita ao nosso website. Essas empresas podem usar informações (que não incluem o seu nome, endereço, endereço de e-mail ou número de telefone) sobre suas visitas a este e a outros websites a fim de exibir anúncios relacionados a produtos e serviços de seu interesse. Para obter mais informações sobre essa prática e saber como impedir que as empresas utilizem esses dados, clique aqui.